MUITO EU É SEMPRE UM PROBLEMA …

Perdemos muito quando enxergamos o mundo a partir do nosso EU. O EU é sempre restritivo. Nosso EU é composto de palavras. O mundo é muito mais do que dizemos sobre ele. Para usufruirmos – verdadeiramente – precisamos cessar nosso EU. Ao falar, transformo tudo em conceitos. A palavra NUVEM engloba tudo o que penso sobre nuvem. No entanto, nenhuma nuvem é igual. No fluxo das belezas, vamos perdendo as diferenças ao padronizarmos. Quando digo FRIO me perco de sentir a especificidade da temperatura a que me refiro. Quando digo NOITE esqueço de viver tudo de interessante que participa da minha hora de dormir. Deve ser maravilhoso viver como uma criança que ainda não aprendeu sequer o seu próprio nome. Condicionamos o que vamos sentir quando adiantamos em pensamento. Ao conceituamos, ficamos mais preocupados em adequar nossa relação ao que pensamos, que viver o amor com tudo o que ele tem de mais intenso. Não estou preocupado em pensar o que estou fazendo ou sentido. O universo não diminui estando eu em Paris ou no meio da floresta amazônica. Pode ser sempre belo: só não é quando não quero que seja. Pode não ser bom – inclusive – quando todo mundo está achando bom. Meu EU – mesmo a meu favor – sempre limita o meu prazer. O ideal é silenciar e viver todas as nuances – como se estivéssemos nascendo para a vida nesse exato momento.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s