POR QUE NÃO ENLOUQUEÇO NO BRASIL?

Não consigo não me sensibilizar – por exemplo – com as pessoas que estão passando fome – porque sei que a miséria é fruto da desigualdade social. Ou seja, há – sim – uns poucos que se apoderam de quase toda a riqueza. Há quem não sofre – porque pensa que a pessoa passa fome porque quer. Não consigo pensar assim. Por isso, sofro. Há quem enxergue algo de positivo nessa dor: desperta compaixão e o espírito de luta. No entanto, precisamos tomar muito cuidado com esse tipo de pensamento – especialmente em um país de tantos contrastes sociais como o nosso. Resolver o problema da miséria não é tão simples como consertar um eletrodoméstico. Como não sofrer com tanta injustiça? Como manter a sanidade com poucos ostentando tanto – e ainda defendendo que foi tudo conquistado por mérito? Como lutar sem enlouquecer no Brasil? Tenho tentado buscar algum sentido no que conseguimos produzir e ainda produzimos de bom. Busco na nossa arte uma forma de não me deixar embrutecer por uma mídia que insiste em me fazer acreditar que pobreza é questão de vagabundagem e que bandido bom é bandido morto. Busco na música, na literatura, no cinema e no teatro do Brasil, uma forma de continuar me alimentando mentalmente e, de alguma maneira, não perder a esperança de – um dia – poder viver em um país um pouco mais fraterno. Pode parecer utópico demais, mas é o que tem me sustentado para continuar prosseguindo …

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s