OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO …

Precisamos de momentos em que não deveríamos pensar.

Grande parte das nossas perturbações vem da crença de que podemos resolver tudo pelo pensamento. Daí, o que era para ser uma solução, vira uma tortura.

Pensamos e deixamos de sentir.

Pensar é mesmo infernal – uma vez que não existe a palavra da palavra. Pensamos e passamos a vida toda sem saber o que está por detrás do detrás.

Não deveríamos buscar a alegria questionando o sentido da alegria. Deveríamos buscar o sentido onde não há sentido.

Observe como quase tudo no mundo se basta. Observe como quase tudo no mundo tem seu próprio fim.

Veja os lírios do campo. Eles não fiam e nem tecem. Eles – simplesmente – são.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s