NO BRASIL DE HOJE, QUE DEUS NOS ACUDA!

Penso que nesse momento, no Brasil, a ideia é mais ou menos a seguinte: cortamos as políticas públicas, com a justificativa de que toda e qualquer forma de protecionismo gera acomodação. Para a expansão da economia, é fundamental retirar direitos, com a justificativa de que, nesse caso, menos é sempre mais. É óbvio que até a tal suposta estabilização, a violência será uma via de subsistência para os ditos vagabundos. Quanto a isso, a polícia fará todo o trabalho de repressão e de manutenção da ordem. Ocorre, que não há polícia para vigiar todo mundo. Os muito ricos, pouco são atingidos, uma vez que estão protegidos em seus feudos a lá condomínios fechados, seguranças privados e carros blindados. Quem está cá embaixo, se vira como pode. Portanto, espera-se uma reação empreendedora pelo nada. Isto não ocorrendo, os muito ricos lavam as mãos em caso de extermínio pela polícia ou entre os próprios miseráveis – com a ressalva de que a culpa da pobreza é sempre do pobre mesmo. Ocorre que não existe estabilização no capitalismo – especialmente nesse nosso capitalismo de contrastes sociais tão grotescos. Não valorizamos o governo que tivemos e suas políticas públicas – reconhecidas internacionalmente. Voltamos à estaca zero. Agora, que deus nos acuda …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s