PRECISAMOS DIMINUIR OS PESOS QUE CARREGAMOS

Até Freud, não havia explicação que associasse angústia e corpo. Ele descobriu essa relação porque quando tratava seus pacientes ocorria uma melhora em suas dores físicas.

O problema era que suas histéricas sempre retornavam com novas queixas. Daí, ele deduziu a impossibilidade da cura dos traumas porque estava associada a um núcleo incurável da nossa psiquê.

Desse modo, o corpo dói como uma forma de suportar o que – do contrário – poderia ser pior.

Existe alguma maneira de nos livrarmos desse núcleo que tanto nos atormenta? Sim. Lacan encontrou essa via na filosofia oriental.

Uma vez que pensar faz doer, a saída, então, é não pensar. A saída é esvaziar a mente. Como? Não pensando em coisas que nos levam a um infinito de coisas.

Ao deixarmos de pensar, temos a oportunidade de focar em conteúdos livres de qualquer angústia. Elevamos nossa mente para outros pontos que, aos poucos, vão tornando nosso físico leve e livre de toda e qualquer sensação que altere o seu funcionamento natural.

Os orientais acreditam que é possível livrar a mente de seus infernos emocionais.

Precisamos diminuir os pesos que carregamos conosco.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s