PRECISAMOS DIMINUIR OS PESOS QUE CARREGAMOS

Não existe nenhum explicação científica que relacione nossas preocupações, angústias e ansiedades com nossas tensões físicas. Freud descobriu essa relação, porque quando tratava as questões de seus pacientes, logo ocorria uma melhora de suas dores físicas. O problema era que suas histéricas sempre retornavam com novas queixas. Daí, ele deduziu de uma impossível eliminação dos nossos traumas psíquicos – porque – no fundo – todos estavam interligados ao núcleo incurável da nossa angústia de morte. Desse modo, nosso corpo dói, como uma forma de suportar o que – do contrário – nos enlouqueceria. Existe uma maneira de nos livrarmos dessa nossa angústia de morte? Sim. Lacan encontrou esse caminho no Oriente pela meditação. Se preocupar faz doer, a saída, então, é não se preocupar. A saída é não pensar nisso. A saída é esvaziar a mente disso. Como? Meditando. Ao meditarmos, temos a oportunidade de focarmos nossa consciência em conteúdos livres de qualquer preocupação mórbida, angustiante ou ansiosa. Elevamos nossa mente para outros pontos que, aos poucos, vão tornando nosso físico leve e livre de toda e qualquer sensação que possa alterar seu funcionamento natural. Os orientais acreditam que é possível manter essa paz consigo, mesmo depois de terminado todo o ritual meditativo – coisa só para elevados.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s