O PROBLEMA É QUE CREMOS NO DINHEIRO COMO GARANTIA DA NOSSA SALVAÇÃO

Não aceitamos que somos limitados.

Só teremos um mundo menos adoecido quando aprendermos a lidar com a finitude.

Não adianta só lutar por uma sociedade menos desigual. Só teremos uma ideia precisa desse conceito de igualdade quando nos dermos conta de que todos nós – ricos, pobres, brancos, negros, gays, mulheres e homens – terminaremos iguais.

Na verdade, é por não aceitarmos que somos perecíveis que queremos sempre mais e mais. Esse – mais e mais – é um sintoma da nossa tentativa de nos sentirmos mais seguros nesse mundo.

Ter é poder. Não apenas um poder sobre as coisas ou sobre os outros, mas um poder sobre a própria existência. Ninguém tem poder sobre a própria existência.

Inconscientemente achamos que ter é vencer o invencível. Cremos no possuir como garantia da nossa eternidade. Doce ilusão!

É óbvio que, no capitalismo, os mais ricos vivem melhor. Ocorre, que tornar o país menos desigual não significa que resolveremos o problema da desigualdade – o que não quer dizer que não devemos continuar lutando por um país mais justo.

Quero dizer que o buraco é um pouco mais embaixo. Ou seja, precisamos enxergar com mais amplitude o sentido da igualdade.

No fundo, não se trata apenas de igualdade no campo social, porque a questão é mais que social: a questão é existencial.

Nunca estamos satisfeitos porque não aceitamos o fato de que vamos todos terminar um dia.

Nossa relação com as coisas, com o dinheiro e com as pessoas não está desconectada desse nosso medo maior – que é o desespero da velhice e da morte.

Nossa luta é mais que política. Nossa luta é mais que por uma sociedade mais justa. Precisamos – primeiro – aceitar que em algum momento nada nos garantirá de que permaneceremos aqui: ainda que tenhamos todo o dinheiro do mundo.

Caso contrário, continuaremos desiguais e achando que apenas o ter nos salvará do que ninguém tem salvação!

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s