QUEM DISSE QUE NÃO PODEMOS SER FELIZES SEM A PRESENÇA DE ALGUÉM?

Até bem pouco tempo estávamos certos de que sem o outro morreríamos na dor da solidão.

É melhor pensar que o outro não existe. Estamos em um tempo de individualismos. Por isso, temos que reinventar novos modos de recobrir nosso vazio interior.

Ninguém está mais com disposição  para recobrir ou ser recoberto por alguém.

Temos que ver o que vamos fazer conosco – e sem o outro. Temos que aprender a nos preencher por nós mesmos.

Precisamos escutar e carregar a ausência conosco  – e sem entrar em pânico.

Uma via – talvez – esteja em nos redescobrirmos não mais pelo outro e, sim, pelas coisas da natureza, pelo som dos pássaros, pelo ar fresco, pelo sol que brilha e pelo dia que amanhece.

Na falta de um abraço, podemos nos confortar com a cidade, suas ruas, casarões, praças e jardins.

Sem a alegria de uma presença, podemos nos alegrar com uma boa música, um filme ou um livro. Podemos explorar os sabores dos restaurantes, padarias, bares e cafés.

Enfim, há outras pulsações.

Na falta de alguém, um mundo infinito de paisagens, cheiros e gostos se abrem para o nosso deleite.

Até então, achávamos que o outro era tudo. Daí, descobrimos que não é.

É possível compensar uma ausência com outras presenças? É possível encontrar outras formas de comunicação com o entorno de si? Sim.

Se até bem pouco tempo o outro era tudo, talvez, agora, estejamos aprendendo a apreciar a vida para além da necessidade de ter alguém.

Talvez, não se trate de um puro individualismo – no sentido patológico desta expressão. Talvez, seja apenas uma questão de experimentar a vida de outras formas. Talvez, estejamos apenas dando um tempo do outro para experimentarmos novos outros.

Isto pode ser bom porque, caso apareça alguém, estaremos completos para estar com ele e estaremos  também – preparados caso ele resolva partir.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s