SOFRER POR QUEM NÃO ESTÁ MAIS AQUI, NÃO TRARÁ A PESSOA DE VOLTA …

Nunca fixe no outro que partiu. Não vai adiantar. Viver para quem partiu não trará a pessoa de volta. O sofrimento não tem esse poder.

No fundo, nosso problema não é o outro que se foi. Nosso drama é o vazio que o outro nos deixou. Precisamos aprender a lidar com isso.

Ocorre, que quase nunca atinamos para essa questão. Vemos o vaso e logo arranjamos flores para cobrir seu oco. Vemos a montanha sem nos preocuparmos com o que não enxergamos por detrás dela.

Quando temos, só sabemos ter. Não trabalhamos com a possibilidade de não ter. Só queremos saber da felicidade.

Ocorre, que ganhar é tão real quanto perder. Na verdade, começamos a perder quando começamos a usufruir do que ganhamos.

Nãos temos a vida e não há vitória que possa ser comemorada – por igual – o tempo todo.

Até tentamos esquecer o que nos incomoda. No entanto, outras forças, que não controlamos, se encarregam de nos lembrar que as coisas nunca serão como gostaríamos.

Portanto, não deveríamos odiar quem nos deixou. Ninguém é nosso.

Não é pelos outros que sofremos. Sofremos, porque só sabemos amar por inteiro.

Deveríamos amar o outro enquanto presença e enquanto ausência. Sofremos pela nossa prepotência de possessividade.

Infelizmente, não contamos com a solidão. E ela é sem compreensão. Tanto que ela virá – queiramos ou não – porque nos constitui.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s