SOBRE A VIOLÊNCIA NO CAPITALISMO…

O que está embutido nesse nosso capitalismo tupiniquim é o princípio de que quem quiser que resolva por si mesmo.

O abastado entende que o pobre não pode usufruir do dinheiro público – uma vez que ele é o que menos paga impostos. Prepondera a tal da ideia da meritocracia.

Por que o pobre não pode conseguir se o rico conseguiu por seus próprios esforços?   É este o cinismo que prevalece.

Ora, sabemos da incapacidade de reagir de uma pessoa vivendo em extrema miséria, sem subsídio e sem qualificação. Como é possível alguém começar pelo nada?

Não há outra alternativa para os miseráveis a não ser sobreviver pela violência.

Herbert de Souza dizia que uma pessoa com fome podia agir como quisesse – uma vez que faminta ela já teria perdido tudo da sua dignidade.

Não acredito na lógica de degradar o tecido social para fazer progredir a economia.

Degradar para forçar crescer me parece mais um modo lavar as próprias mãos da desigualdade.

Está mais para extermínio querer fazer com que os miseráveis resolvam por si mesmos.

Quando a miséria morrer de fome ou ser dizimada pela polícia, não faltará quem diga que morreu por culpa da própria vagabundagem.
Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s