POR QUE NEGAMOS TANTO A SOLIDÃO SE NO FINAL TERMINAREMOS A SÓS?

Escutamos conversas, barulho de carros e buzinas. Tudo isto nos conforta de alguma maneira, mas a coisa começa a ficar complicada quando nos damos conta de que não somos o centro dessas rodas de conversa, que nenhum desses carros vai parar em nossa porta e nenhuma dessas buzinas é para chamar a nossa atenção. Entupimos nossa solidão de pessoas – especialmente aquelas que mais gostaríamos de sermos amados. Conversamos com algumas, rimos com outras, abraçamos, beijamos e até transamos com muitas delas. O problema é quando nos damos conta de que tudo isso só está acontecendo em nossa imaginação. Na verdade, fantasiamos, para suprir um vazio que não sabemos o que fazer com ele. Não sabemos fazer silêncio. Não suportamos o vácuo. Por isso, colocamos uma música qualquer ou dormimos com a televisão ligada, na ilusão de que estamos acompanhados. Quando nada do mundo preenche esse nosso nada, o preenchemos com nossas dores: ansiamos em busca de não sabemos o quê, angustiamos, deprimimos ou melancolizamos. Ocorre, que tudo termina nesse vazio. Parece que a vida não nos deixa escolha. Toda viagem acaba. O outro se despede, vira para o lado e dorme. Há os que partem para sempre. Parece que a vida insiste em nos obrigar a olhar para esse nada sem nada o tempo todo. Parece que só faz sentido se tiver alguma coisa para cobrir isso que não se cobre. Enfim, não sabemos olhar para a ausência com a mesma tranquilidade com que olhamos para a presença. Por que negamos tanto a ausência? Não será porque já sabemos que terminaremos nela?
Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s