VOCÊ ACREDITA EM QUEM DIZ QUE TE AMA?

Somos seres de fé. Enlouqueceríamos sem as nossas crenças. Ninguém ateu quando fala. Não é possível ter cem por cento de certeza de nada do que nos dizem. A palavra é uma crença.

Há muitos sentidos para uma mesma palavra. O olhar pode enganar. A comida pode ser ameaçadora – vide a caquexia das anoréxicas. Evacuar pode ser desesperador pela sensação de perder partes de si. Tudo possui vários lados.

Não estamos seguros de quase nada. Com a voz não poderia ser diferente. Escutamos e não escutamos os afetos. Podemos dizer amor quando não há amor. Podemos dizer amor quando não é amor.

No entanto, uma mãe nunca mente para o seu bebê porque não diz com a boca. Diz com o afeto. Diz com o toque.

Ao adentrarmos na linguagem viramos palavras. Pela palavra ficamos nas bordas e esquecemos que o mundo é muito mais que as palavras. Desaprendemos do que não tem palavra. Desaprendemos a ler as sensações.

Ninguém mente quando sente.

O afeto é outra coisa diferente da palavra. Poucos conseguem colar seus sentimentos em seus verbos. Poucos sabem dizer que amam amando.

Poucos sabem amar. Até desconfiamos. Às vezes intuímos. No entanto, quase nunca estamos certos dos amores que nos são declarados.

A certeza do que está sendo dito depende da nossa capacidade de nos abstrairmos das palavras e voltarmos para quando éramos bebês. Ou seja, acessarmos um tempo onde só nos comunicávamos pelo que sentíamos. Como isto não é mais possível, o melhor é apostar e continuar tendo fé no amor que o outro tanto nos devota – ainda que pagando o preço da veracidade ou não desse amor. .

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s