POR QUE AS PESSOAS FICAM OBESAS?

A obesidade é uma solução pela repetição. Ela é o oposto da palavra que é múltipla e infinita.

Não há saída melhor que tentar resolver pela fala. A palavra não engorda, não vicia e não intoxica. A palavra diversifica, desliza, desloca, condensa, acrescenta, clareia, convoca e aproxima.

Ingerir resolve – apenas temporariamente – porque a comida digere – e a fome volta. O medicamento tem prazo de efeito. A droga tem curta duração.

Em se tratando de obesidade extrema, comida é sinônimo de morte.

A palavra não mata. Pensar sobre si não tem efeito colateral. Não importa a forma de pensar. Pode ser um discurso, um blá-blá-blá, um delírio, uma alucinação ou um balbucio.

Pensar não envenena, é gratuito, enriquece a alma e estabiliza as emoções. Pensamos para adquirir domínio sobre nós mesmos. Caso contrário, enlouquecemos.

Podemos resolver – também – para além da palavra. Podemos agir, viajar, ir ao cinema, ouvir música, dançar, namorar, caminhar e amar.

Nenhuma compulsão faz sentido. Não faz sentido qualquer comportamento autodestrutivo.

Só a palavra faz sentido. Se a palavra parecer não ter nenhum sentido – ainda assim é melhor delirar do que atacar a geladeira.

Precisamos escutar mais o que o outro tem pra dizer: não importa o que ele diga. Enquanto se diz não se faz.

Perdemos o controle quando nos perdemos de significar nossas próprias emoções. 

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s