QUEM EU QUERO PARA NAMORAR?

Quero alguém capaz de traduzir-se. Não quero ter que apreender o jeito de ninguém. Quero alguém que se faça entender facilmente. Não quero ter que entrar na loucura do outro. Quero alguém que consiga explicar-se. Não quero ter que ser dócil o tempo todo. Não quero brincar de ser criança. Não quero quem acha que possui a verdade. Quero alguém com sabedoria. Quero uma pessoa que me apresente uma justificativa plausível dos seus porquês de só querer – por exemplo – sexo casual. Quero alguém que saiba me justificar, e com o mínimo de profundidade, as suas cenas de ciúme. Busco alguém que tenha clareza dos motivos que a levam a usar anabolizantes, a colocar uma prótese de silicone ou a se submeter a uma intervenção plástica qualquer. Quero alguém que tenha algum sentido de si e de seus atos. Quero alguém que me convença que Miami é melhor que Paris. Quero alguém que me explicite claramente seus argumentos de ser politicamente de direita. Quero alguém que me diga o que a faz sair de casa para ir ao cinema assistir a um filme comercial. Quero alguém que consiga me dizer o fundamento estético por detrás de seu gosto musical. Só quero comigo alguém capaz de se justificar muito bem. Quero alguém que dê conta de abstrair-se. Não quero ter que traduzir ninguém. Quero alguém com conceitos. Quero alguém sem preconceitos. Quero mais que um corpo. Quero corpo e alma. Quero gozar também com uma boa conversa. Quero alguém que entenda de vinhos, de poesia, de psicanálise e de filosofia. Quero alguém que assuma seus erros. Quero alguém com uma boa história de vida para contar. Quero alguém que tenha luz própria. Quero alguém que eu não precise ficar explicando e repetindo. Quero alguém que entenda rápido. Quero alguém que seja bem resolvido. Quero um igual e para mais. Quero metáfora. Quero o duplo sentido. Quero – também – o que está por detrás. Não quero só o concreto. Não quero uma coisa, um autômato, um ciborgue, um alienado mental. Quero gente, pessoa, inteligência, sentimento, prazer, dor, alegria, tristeza, vida, morte, beleza, feiura, certeza e dúvida. Quero um ser humano. Ainda existe?
Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s