HOJE, O NORMAL É SER ANORMAL …

Em termos de psicanálise, hoje, tudo é visto como uma tentativa de solução. Até bem pouco tempo, tentávamos resolver pela palavra. Na falta da palavra da palavra, ficávamos histéricos deslizando nos conceitos, buscando algum que desse conta de quem somos. Hoje, a palavra parece que perdeu completamente o sentido. Como resolver? Pelo corpo e pelo delírio. Vale tudo? Vale quase tudo, com a condição de que o indivíduo mantenha alguma comunicação com o seu entorno. Comunicação, no sentido de não colocar em risco a própria vida. Antes, bastávamos ficar mais silenciosos que éramos diagnosticados como depressivos ou bipolares. Hoje, se a psiquiatra continuar assim, não haverá medicamento suficiente para todo mundo. Antes, certas doenças eram classificadas como psicossomáticas, certos usuários eram tidos como drogados ou alcoólatras, certos comportamentos eram vistos como compulsivos e certas magrezas eram tomadas como anorexia. Nesse nosso tempo de ausência da palavra e de solução pelo corpo e pela loucura, em muitos casos, estamos tendo que concordar com certas saídas. Dependendo do caso, que bom que a menina ficou anoréxica. Poderia ter sido bem pior, caso ela não tivesse começado a restringir a sua alimentação. Certas doenças vêm funcionando como um nome que, em certa medida, serve para sustentar o sujeito na vida. Ao que tudo indica, a palavra evaporou, ficaram as angústias e sobrou o corpo e o delírio como modos de contenção. Ao que tudo indica, em um futuro bem próximo, será normal ser estranho, esquisito, depressivo, autista, louco, doente …
Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s