A VERDADE É VAZIA …

Vivemos pouco no limbo. Gostamos quando as coisas dão certo. Vibramos quando estamos amados. Achamos confortável ir ao supermercado e encontrar tudo para o nosso deleite. Adoramos quando parece que é o nosso número.

Ocorre, que existe outro lado do nosso viver que é puro vácuo. Parece que querem nos fazer descrer dele.

Querer inteiro só nos atrapalha no encontro com o nosso nada.

Viver não deveria ser oito ou oitenta. Morrer não deveria ser tão desesperador. Entramos tem pânico diante da perda final porque não aprendemos a lidar com as pequenas perdas do cotidiano.

O mundo só  vive de criar parafernálias para tentar entupir nosso vazio inevitável. Os intelectuais abarrotam-se de ideias. Os religiosos fanatizam-se de doutrinas. Os idosos caem no ridículo da compulsão por cirurgia  plástica. Os viciados se endividam nas araras das grandes grifes. Os políticos se digladiam pelo poder. Tudo isso pela ilusão de tentar camuflar suas estranhices.

Infelizmente, o mundo não nos amadurece. Estamos equivocados quanto ao desejo do conforto tão propalado pelo sistema.

Não deveríamos viver fissurados pela completude.

Deveríamos começar pelo que temos. E o que temos? Temos a verdade. Qual? A verdade que nada preenche. A verdade sem resposta. A verdade do vazio.

Temos que inventar algo sobre isso. Algo que leve isso junto – e sem a ilusão propagada pela mídia, pela escola e pela religião de que podemos viver sem isso.

Esse é o nosso grande desafio: ter o que é – e sem querer descartar o que não é.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s