NINGUÉM É O CENTRO DE TUDO …

Podemos seduzir com nosso charme, inteligência e dinheiro. Contudo, ninguém é só beleza, intelecto ou conta bancária.

Mesmo o amor não salva ninguém. O desejo de ser para sempre é só uma fantasia que passa. A realidade é implacável. Jamais controlaremos quem somos.

Nossa qualidade de vida não depende apenas de quem nos ama. Independentemente do amor do outro, estamos no tempo – e o tempo reina absoluto.

Fora que habitamos um corpo que não dominamos. Se não formos punidos pelo social, é certo que seremos punidos por esse Outro que habita em nós. Seremos punidos por este Outro que age às avessas da nossa vontade.

Envelheceremos. Brocharemos. Enfraqueceremos. Partiremos. A vida é uma grande ilusão. O desejo de tudo controlar é uma grande bobagem. Não somos eternos. Tudo passa. O mundo está em um movimento contrário ao nosso.

A preocupação em ser amado o tempo todo dificulta – e muito – a experiência de estar sendo amado. A preocupação em ser eternamente amado priva o sujeito de amadurecer para o inevitável. Melhor ir diluindo que viver o fim de uma única vez. Menos vaidade. Mais humildade. Mais doçura. Por favor!

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s