O QUE É UMA PESSOA INSEGURA?

Sempre começamos pelo que não é seguro. Cremos no amor. Cremos na vida. Porém, não há amor pleno. Não é a vida que está saindo vitoriosa agora. O amor não é seguro. A vida não é segura. O desamor é seguro. A morte é segura. Deveríamos começar pelo desamor. Em algum momento, perderemos nossos amados. Deveríamos partir do lugar para onde estamos indo a cada segundo: de lá nada pode nos livrar. Somos inseguros porque nos agarramos ao que – de fato – não é seguro. O amor é uma ilusão. Viver é caminhar para o nada. Apegamos ao que não é, porque tememos a verdade do amor. Petrificamos a eternidade, porque somos desesperados do fato de que vamos nos perder de nós mesmos. Somos perturbados, porque queremos uma segurança que nunca existiu para ninguém. Sofremos, porque queremos fazer do inseguro um lugar seguro. Se partíssemos do que temos como certo, talvez não sofreríamos tanto ao sermos surpreendidos pelo nada. Sempre começamos e recomeçamos pelo que não é. Somos os iludidos da mentira. Optamos pelo duvidoso, por isso não sabemos o que fazer com o certo. Do que é seguro, pouca segurança temos. Precisamos começar pelo morrer para aprendermos a viver. Precisamos tomar o desamor como real para não surtamos quando formos tocados por ele. Seguro é o que mais tememos, o resto é pura ilusão. Ou partimos do que não somos, ou nunca saberemos quem – de fato – somos. Só seremos alguma coisa, quando trocarmos o que somos pelo que temos em toda a sua inteireza.
Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s