NO FUNDO, TODO MUNDO MENTE …

Representamos porque a verdade da vida é paralisante. Ainda bem que nos foi dado o pensar, o imaginar e um corpo para movimentarmos tudo isso. Temos três caminhos: elaboramos, fantasiarmos ou paralisarmos. Temos o envelhecimento, a morte e os amores perdidos. No entanto, podemos construir nosso ser nas bordas disso que temos. Porém, o que temos é tão mais forte do que o que somos, que o que temos sempre aparece nas brechas do nosso ser. Precisamos respirar para falar. Nosso pensar nunca é o ponto de vista definitivo e a realidade jamais será como a fantasiamos. Apesar disso, não podemos deixar de representar o que temos como se não o tivéssemos. A vida é uma ilusão. Sofremos porque representamos. Sofremos porque pensamos e idealizamos. Se soubéssemos de tudo, todos os nossos problemas estariam resolvidos. Na verdade, quem sofre? Sofre quem insiste em não aceitar que representamos para não encararmos o que de fato temos. Sofre quem toma as representações como se fossem coisas. Sofre quem teme envelhecer e morrer. Sofre quem crê nesse mundo. Sofre quem é vaidoso. Sofre quem mata por amor. Sofre quem se ilude com o poder. Sofre quem não toma tudo isso como produto para tapear algo que já sabemos que – no final – sairá vitorioso. Eu represento. Enquanto represento experimento, coisas, lugares e pessoas maravilhosas. Contudo, nunca esqueço de que tudo isso é efêmero. Nunca esqueço de serei vencido. Não obstante, enquanto eu puder viver a ilusão de que estou por cima, jamais deixarei de inventar todas as representações que me são possíveis de viver. Se posso tapear a morte, porquê não?
Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s