O QUE VOCÊ FAZ COM O SEU INSUPORTÁVEL?

Você faz sexo para se livrar do seu insuportável? Você procura um grande amor para não sofrer nunca mais de desamor? Todos os seus problemas estariam resolvidos com uma boa conta bancária? Doce ilusão! Mesmo nas pessoas ditas mais bem-sucedidas do mundo, esse insuportável não pára nunca de se escrever. Rico também toma antidepressivo. Gente bonita também faz uso de Rivotril. A vida não deveria conter esse insuportável. Viver se torna desesperador exatamente no ponto em que julgamos o nosso viver dessa maneira. O drama surge no ponto em que iniciamos um combate terrível contra esse nosso insuportável. Viver não é uma coisa nem outra. Viver não é isso ou aquilo. Viver é tudo. Temos que transformar esse nosso insuportável em uma acontecimento do nosso corpo. O que significa isto? Precisamos tomá-lo como constitutivo de nós e não como algo que precisa ser execrado. Outra alternativa é criar sobre ele, rir e gozar dele. Temos é que aprender a andar com ele, namorar com ele e dormir com ele. Uma grande ilusão é crer ser possível se livrar dele. 
Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s