POR QUE SOMOS TÃO PASSIONAIS NO AMOR?

Somos passionais porque não sabemos lidar com as nossas emoções. A passionalidade começa quando queremos entender nossos sentimentos. De explicação em explicação não chegamos a nada. Ficamos ensandecidos quando  não encontramos um sentido para as coisas. Queremos a essência do que sentimos. Queremos conceituar qual sentimento está rolando. Emoção não é para ser. Não existe o ser da emoção. Sentimento não tem essência. Sentimento é para ter. Temos alegrias e tristezas e não há nada que podemos fazer quanto a isso – a não ser viver. Não somos: temos. A emoção nasce, brota, cresce e passa. Toda emoção tem seu próprio tempo. Não adianta tentar compreender. Não adianta julgar e condenar. Uma vez instalado, não é possível dar um comando e parar o sentimento. Temos e teremos nossos amores e nossas dores. Ora somos surpreendidos e ora levamos uma traulitada da vida. Uma vez presente, só nos resta viver a tristeza. Deixar de amar nunca foi uma decisão racional. Precisamos parar de buscar as razões. Precisamos tomar tudo como sendo nosso. Temos o que sentimos. Não somos o que sentimos. Tentar entender só complica ainda mais o que sentimos. Se apenas assumíssemos o que sentimos – sem qualquer julgamento moral – talvez vivêssemos com um pouquinho mais de paz em nossas vidas.
Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s