AME-SE: NÃO ESPERE POR NINGUÉM…

Não é necessário saber lidar quando estamos no prazer. O problema é quando a festa acaba e o outro vai embora. Não sabemos o que fazer quando não temos. Não sabemos o que fazer com a nossa solidão sem seus adendos. Somos do prazer dependente. Nossa felicidade é de impor condições. Nossa alegria de viver é possessiva. Só sabemos falar a língua do ter para ser. Não temos um nome próprio que nos faça independentes. Ainda não nos descobrimos UM. Só sabemos de nós por dois. Nesses tempos de individualismo extremo, o melhor é começarmos a contentar com o que temos em nós. Infelizmente, criamos essa cultura louca de que a felicidade para ser, só se for à dois. Nunca acreditei nisso. Sempre achei que, no amor, as relações nunca são de simetria. Nenhum par goza igual: um, sempre deixa um pouco mais para o outro. Narciso nunca nos abandonou em nossas relações amorosas. Portanto, se queres amar, ame-se: não espere por ninguém.
Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s