QUEM SOU?

Sou onde não penso. Sou onde não chega palavra .

Sou literal. Sou sem memória. Estou no intervalo entre as letras.

Sou o que rasura. Sou o que cerze.

Sou o que está depois do que vejo, toco e ouço. Sou onde sou privado de ser. Sou o que não conto. Sou o que não repito.

Jamais saberei sobre o um de mim. Só me sei pelo dois, três, quatro de mim.

Sou o não dito. Sou o escrito que nada apaga. Sou marcas em processo de ruína. Sou a outra metade que não sei. Sou o meio de um dizer. Sou um dizer que não se diz.

Sou uma imagem morta. Sou uma  representação esquecida. Sou um isso. Sou a diferença. Sou o deslocado e o abolido.

Só compareço quando ajo ou quando me lanço ao desconhecido. Só sei de mim mergulhando onde não sou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s