QUANDO É QUE VOU COMEÇAR A VIVER DE VERDADE?

Devo gostar sempre do que eu estiver fazendo: não importa o que. Pode ser uma ida para o trabalho. Pode ser ficar em casa sozinho. Pode ser uma ida ao cinema. Posso e devo buscar coisas novas. Não posso é buscar coisas novas fora de mim. Tenho que buscar o novo em mim. O que isto quer dizer? Isso significa que devo buscar apenas o que me é possível. Devo trabalhar apenas com o que está sob o meu alcance. Nesse momento, o que posso? O que tenho para ser feliz aqui e agora? Não devo querer ser feliz com o que não tenho. Não devo trocar o que tenho pelo que não tenho. Não devo preencher minha vida com ilusões. Busco só quando não estou contente comigo e com o que tenho. Busco só por carência. É por isso que nunca consigo nada, porque vivo para desfazer do que conquisto. Nunca estou aqui: estou sempre lá. É por isso que ninguém fica comigo, porque a pessoa saca que vai ser descartada em breve. Tenho que reduzir meu vocabulário de vida. Tenho que preencher meus dias só com o que tenho aqui. Tenho que focar e gostar apenas do que sou agora. Não devo alucinar meu cotidiano. Não devo delirar. A vida é simples. Minha rotina pode ser facilmente descrita. Não sou assim tão megalomaníaco. Devo gostar da minha vida como ela é. Não devo nunca querer ser alguém que não existe. Não devo esperar pelo que pode não chegar nunca. Quando é que vou começar a viver de verdade?
Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s