COMO FAZER PARA SER AMADO?

Lacan diz que o outro procura em mim o que falta nele. O outro me ama em seu vazio. Eu o amo naquilo que falta em mim. Não tenho consciência do que eu tenho e que supre a falta do outro. O que sou para o desejo do outro é algo mais intuitivo que racional. Sei do que ele tem e que supre a minha falta. É por isso que o quero tanto. No fundo, não é ele que eu quero: quero é a minha falta nele. Não há nada que eu possa fazer quando não sou a falta do outro. Não adianta eu correr atrás. Não adianta eu telefonar mil vezes. Sendo eu o que falta nele, fatalmente, ele me procurará porque lhe faço bem. Melhor: lhe faço menos faltoso. Um bom teste para saber se você é o que o outro não tem, é você se distanciar e esperar que ele te procure. Nunca sofremos porque o outro não nos quer. Sofremos porque não sabemos o que fazer com o que não temos sem ele. O problema nunca é o outro que não veio. O problema é a cratera que ele deixou para trás. A sorte do amor é encontrar alguém que veja em você o que falta nele. Difícil é coincidir dois, com um se encaixando na falta do outro. Uma boa saída para os dilemas do amor, é você se sentir sempre imprescindível para a falta de todo mundo que te procura. Caso o outro não te queira para a falta dele, você não sofrerá, uma vez que – no fundo – será sempre ele quem estará perdendo por não te querer, sendo assim, alguém sempre tão especial.Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s