TEMOS QUE APRENDER A CONTAR – TAMBÉM – COM O DESAMOR…

Não sei se existe uma força, proporcional ou superior ao amor, que pudesse nos sustentar caso o nosso amor viesse a faltar. Não sei se existe outra pessoa que pudesse tomar o lugar de uma outra que amamos muito. O ideal – talvez – seria se a gente se garantisse em alguns prazeres que pudessem nos dar algum suporte em caso de abandono. A questão é que somos extremistas: só amamos quando amamos. Fomos treinados para detestar o contraditório. Fomos educados para aprender a resolver paradoxos. Dizem que existe superação. Confundimos a vida com matemática. O problema é que as coisas não são bem assim. Não aprendemos a aceitar o oposto ou a negação. Freud dizia que, em caso de melancolia, a solução seria sofrer até o tempo resolver. Não sabemos abraçar a dor como algo constitutivo do nosso existir. Temos que parar de julgar a dor como masoquismo. Parece que o lado avesso necessita participar da nossa intimidade do mesmo modo que esse nosso lado conto de fadas. A dor parece acumular forças quando não a tomamos como igual de quando tomamos o prazer. O amor não existe assim como aprendemos. A vida não é assim como fomos ensinados. Precisamos aprender a ver a dor de outro jeito. Temos que retirar a dor desse lugar de oposição à felicidade. Se o desamor chegar, temos que dar conta de olhar para ele com alguma serenidade – mesmo porque é certo que ele virá. Se olhássemos para a tristeza com menos temor, ela deixaria de ser algo que aparece de repente, porque já seria parte natural de nós mesmos. Estaríamos bem mais preparados para viver a vida como ela é. Temos que aprender a contar com o desamor com a mesma tranquilidade que sentimos quando estamos amados.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s