NÃO DEVERÍAMOS FALAR PREOCUPADOS SE O OUTRO VAI GOSTAR OU NÃO.

O que você sente? Do que você gosta? Quais são seus lugares prediletos? Quais são suas crenças? De quais pessoas você mais gosta?

Não deveríamos falar preocupados se estamos sendo lógicos ou não. Não deveríamos falar preocupados se o outro vai gostar ou não. A lógica não deveria vir primeiro.

Agradar ao outro – também – não deveria ser a prioridade. Primeiro sentir e depois a razão ou o social. Primeiro a intuição e depois a lógica.

Por que vangloriamos tanto da razão? A razão padroniza. Por que tememos tanto o sentir? O sentir singulariza.

Optamos pela padronização e deixamos de ser quem somos. É por negar quem somos que deprimimos ou revoltamos.

Nosso mundo só sabe cobrar o lógico. Quem sente é tido como louco.

Só os sentimentais é que conseguem captar os afetos por detrás de tanto tecnicismo e conseguem fazer poesia da coisificação humana. Só os sentimentais é que são.

Menos intelectualismo e mais sentimento, por favor!

Menos técnica e mais arte, por favor!

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s