DEVEMOS – EM PRIMEIRO LUGAR – AMAR A NÓS MESMOS…

Devemos – em primeiro lugar – amar a nós mesmos. É mais que certo que faremos felizes quem está ao nosso entorno, na medida em que colocarmos – em primeiro plano – o que temos de bom em nós mesmos. Amar o que tenho de belo, só pode fazer bem. Os narcisistas fazem muito bem ao mundo. Não podemos condenar qualquer pessoa que preze por sua beleza. Quem as critica é porque é invejoso. Triste é quem realiza as fantasias masoquistas de si. Não podemos é desejar o mal. Não pode ser danoso querer o bem de si. Quero fazer sempre o que é bom para mim. Quero falar porque me dá prazer. Quero vestir porque me faz bem. Quero estar porque gosto. Como pode não fazer bem para o outro quando faz bem a mim? Temos é que impedir as pessoas de se odiarem. O amor próprio deveria ser – o tempo todo – incentivado. Tudo começa por mim. Tudo começa pela energia que exalo. Não tem como eu não vir em primeiro lugar. Não posso me trocar por ninguém: eu deixaria de existir. Aliás, eu passaria a existir apenas para alimentar o narcisismo alheio. Entre ser o meu amor e o amor do outro, prefiro ser o meu amor. Garanto que ele ficará orgulho de mim por eu amar o que tenho de melhor de mim. Espero que ele siga o meu exemplo e se ame também. Desse modo, poderíamos compartilhar o amor que temos por nós. Como alguém pode criticar alguém que cultiva AMOR por si?

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s