O QUE É SER ROMÂNTICO?

O romântico é – realmente – uma criatura em extinção. O imediatismo tomou as nossas relações. O romântico não funciona com pouco. Ele precisa de um pouco mais. Ele precisa do olhar, do toque, do beijo, do abraço e de uma boa conversa. Ele não é afoito. Ele não é impulsivo. Seu sexo tem que ter alguma história: tem que ter um antes e preparar um depois. Ele respira fundo e lento. Ele saboreia. Ele demora nas partes. Ele olha profundo. Ele que ser olhado nos próprios olhos. Ele não vai direto. Ele demora um pouquinho mais para ficar aceso. Ele gosta de rituais: ele prepara a cama, coloca a bebida pra gelar e escolhe a trilha sonora. Ele não goza só em um lugar. Seu gozo é de corpo e alma. Ele não é de uma coisa só. Para ele não basta apenas puxar a sunga. É preciso cheirar primeiro. É preciso tocar antes. É preciso subir e descer com a língua. Ele gosta quando tudo trabalha em harmonia: mãos, braços, olhos, boca, ouvidos, pernas e pés. Ele gosta de giros, viradas, cambalhotas, cócoras, quadrúpedes e contorcionismos. Ele nunca vai de uma vez. Ele não consegue tirar uma rápidinha. Ele gosta de insinuações, envolvimentos, fetiches, fantasias e voyeurismos. Ele não gosta de nada pela metade. Ele só pratica o sexo inteiro. Ele é um bruxo do sexo. Ele é enlouquecedor. Por isso – talvez – ele esteja ficando cada vez mais raro …

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s