HÁ OUTRAS VERDADES ….

Você pode defender o seu conceito de família. Você pode – inclusive – viver o seu conceito de família. O que você não pode é impor o que você pensa. Você não pode desfazer das outras visões. Não podemos calar o outro. Não podemos impor o nosso sentido. O erro não é a diversidade. O erro é a dominação, o controle e a exclusão. Somos seres falantes. Temos um corpo. Somos gozo. Os sentidos dos corpos não são os mesmos, bem como, os sentidos de gozar. A verdade é o significado. O absoluto é a interpretação. Se faz sentido – então – está valendo. Não faz sentido um único sentido. Não somos uniformes. Não existe outra alternativa para a coletividade senão o respeito ao outro como ser falante. O que faz sentido? O amor e a honestidade. O sentido é a não – violência. O sentido é não provocar danos. O sentido é a vida ampliada. O que me vincula ao outro é a bondade que ele possui. O bem não é relativo. O bem não é uma questão de ponto de vista. Não é um bem impor seu bem aos demais. Bolsonaro não é o bem – porque ele toma a si como absoluto. Ele faz mau quando quer impor o que pensa. Ele faz mau quando quer fazer calar. Nunca seremos iguais em nossos sentidos. Contudo, nunca seremos diferentes em nosso dever de ter um sentido. Que o outro tenha um sentido. Qual? Cabe a ele decidir.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s