SOU O MEU AGORA …

Quase não olhamos para as coisas que estão à nossa volta. Quase não olhamos para nós mesmos. Quando olhamos, é para desfazer do que temos e do que somos. Por que fazemos isto? Porque somos levados pela ilusão de que podemos ter tudo. Porque somos levados pela fantasia da eterna juventude. Vivemos quase o tempo todo pelo que não temos e não somos. Temos uma longa estrada de coisas boas até o final da vida. Contudo, nunca queremos viver o que temos. Optamos por viver na dor da falta. Somos velhos sem estar na velhice. Imagina como estaremos quando estivermos realmente velhos? Essa nossa megalomania do ter não vai terminar bem! Essa nossa mania da eterna juventude vai acabar povoando o futuro de criaturas estranhamente deformadas. Somos feitos de pequenas pausas entre o passado e o futuro. É só nesses intervalos que podemos gozar de fato a vida. Qual vida? Esta que estamos sendo agora com tudo o que está sob o nosso campo de visão, tato e audição. Somos o que vemos, tocamos e ouvimos nesse momento. Não podemos trocar tudo isso por nenhum segundo seguinte – sob o risco de perdemo-nos do mundo. Não sou um antes e nem um depois. Simplesmente sou com o meu agora e com tudo o que o compõe.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s