O QUE É MAIS DOLOROSO NO AMOR?

O que é mais doloroso no amor? Não poder ter o amor do outro como exclusivo. Por isso mesmo, tantos preferem pagar por um amor: seja contratando uma prostituta ou comprando uma companhia com presentes e viagens. Há os covardes que usam o recurso da violência e da chantagem. Somos obrigados a amar pela via da palavra. Fora isto, é crime. A palavra não pode ser comprada. A palavra não pode ser imposta. A palavra tem que ser consentida. A palavra supõe a liberdade. A palavra é sempre imprecisa. Nunca sabemos ao certo o que dizer. Sempre duvidamos de que o outro esteja falando a verdade. É impossível prever o que outro vai falar daqui a pouquinho. Tudo pode acontecer no amor. O outro é livre para pensar e viver outros amores para além de nós mesmos. Na palavra, o amor não vem quando eu quero. Muito pelo contrário, o amor que eu quero depende do querer do outro. Pode ocorrer de não sermos o amor de alguém quando mais gostaríamos. A palavra – ao contrário do dinheiro e da violência – é feita de furos. Temos que nos contentar com um amor em pedaços. Temos que nos contentar com um amor que varia de intensidade. Somos falantes. No amor, nada é exato. No campo da fala tudo é – o tempo todo – uma construção.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s