COMO LIDAR COM A MORTE?

Não podemos conhecer a morte. Não podemos vencer a morte. Podemos apenas abordar a morte. E como abordamos a morte? Com a própria morte ou com a vida. Com a própria morte quando passamos a vida toda lamentando a nossa condição de mortal. O que não deixa de ser uma forma de viver – ainda que masoquista. Como podemos abordar a morte com a vida? Vivendo tudo de prazer que a vida nos permitir até a hora de morrer. Como é viver tudo de prazer? Não é pensando na vida. O pensamento é a morte porque ele não nos deixa viver. O pensamento é sempre dúbio. Sempre poderíamos ter feito de outra maneira. A melhor maneira de viver bem até a hora de morrer é sentir a vida. Nada em nós é mais vivo e mais prazeroso que nossas emoções. Nossos sentimentos têm calor, frio na barriga, arrepio, gemidos, gargalhadas e olhos palpitantes. A vivacidade dos nossos sentidos é única. Vamos sentindo diferente a cada nova emoção. Nada como comer com tudo de prazer que a comida possui. Nada como tomar um bom banho quente depois de um dia estressante de trabalho. Nada como ir pra cama com a pessoa que desejamos e que nos deseja em proporção semelhante. Tudo isso sem pensar. Tudo isso sem culpa. Tudo sem medo. Tudo apenas pelo prazer de viver. Tudo para não se arrepender de não ter feito quando a morte estiver chegando perto.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s