NÃO É A POLÍTICA QUE VAI RESOLVER NOSSO PROBLEMA.

Nosso maior equívoco é acreditar que isso ou aquilo vai resolver nosso problema. Estamos – mais do que nunca – alienados pelo capital e pela ciência. Estamos como a perua que crê no milagre de uma cirurgia plástica. Estamos como os adolescentes ensandecidos por seus aparelhos eletrônicos. Estamos como o depressivo que chama Rivotril de “meu Rivotril”. Não que lutar não seja importante. O erro está em colocar na batalha a solução de tudo. A questão não é a militância, e sim, o sentido da militância. Política é importante? Sim. Quase tudo é político. Porém, há um para além da política que nenhuma política resolve. A forma como se milita – hoje – parece que se crê que a vitória em uma eleição é a saída para todas as nossas angústias. Talvez isto explique a zona tênue que existe entre a política e o fascismo. O capitalismo é tirânico quando nos impõe: goza tudo! Estamos desesperados para encontrar algo que nos salve definitivamente. Queremos estabilidade. Queremos tudo certo para ontem. Queremos a utopia agora. Transpomos a ideologia da sociedade de consumo para a política. Estamos tão impositivos como se fosse possível concretizar o que queremos. Não é possível. O que queremos é apenas uma fatia do bolo. Ela é importante? Sim. Ela é tudo? Não. Basta ganhar a luta para ver. Nada sintetiza a vida. A vida é muito mais do que aquilo que chamamos de tudo.

Evaristo Magalhães – psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s