AINDA DÁ PRA SER FELIZ…

Não se pode tudo. A festa acaba. A ejaculação dura apenas alguns segundos. As pessoas se despedem. O que não temos é infinitamente maior do que o que temos e podemos vir a ter. Feliz é aquele que consegue algum contentamento nesse vácuo infinito. Feliz aquele que consegue fazer com que o seu pouco não se perca na imensidão desse muito. O depressivo quis tudo. O pânico blefou diante desse todo de nada. Tudo nos é tão maior que só conseguimos sobreviver de alguns fragmentos dele. É esse o poder que nos foi dado: formular algum sentido no que não tem muito sentido. Não temos muitas escolhas: ou criamos algum sentido ou morremos de melancolia e medo. É como se estivéssemos sustentados em fios agarrados em algum lugar que não sabemos onde. Quem vive para ter muito logo descobrirá que esse tanto é quase nada. O vazio é inevitável. Vivemos de ilusões enquanto temos forças para ir preenchendo. Curioso que até as nossas forças em algum momento terão que se sucumbir à esse nada. Não há nenhum Rivotril que possa contra isso que sabemos tão pouco. Que bom que ainda cremos no que sabemos. É maravilhoso uma pessoa que se sustentou durante oitenta ou noventa anos em algum saber nesse emaranhado de enigmas. A falta é infinitamente maior que o que desejamos. O mundo cresceu. As doenças aumentaram. A violência chega de todos os cantos e em tempo real. O poder se corrompeu totalmente. Será que nossa ignorância ultrapassou a nossa capacidade de encontrar alguma estabilidade frente a ela?Tudo mudou tanto que parece que o que sabíamos não serve para nos acalmar em mais nada nesse nosso mundo louco. Tudo é tão absurdo que não reconhecemos mais o mundo e nem as pessoas. Isto é ruim? Sim pelo lado do desamparo e não pelo lado da inventividade. Por mais catastrófica que a realidade esteja temos que encontrar um fio que nos faça balançar de um lado e de outro dando uma rítmica mínima para as nossas vidas. Como isto é possível? Essa é uma tarefa individual. O caos é de todos. Porém, o trabalho de sustentação nele é de cada um.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s