QUANDO É MELHOR TERMINAR O NAMORO

Tendemos a acomodação: ninguém quer sofrer. Por isso buscamos a constância e a regularidade em tudo. Criamos esquemas. Estabelecemos regras. Congelamos nossos amores. É curioso como – sutilmente – os casais vão se acomodando em papéis – as vezes nem sempre muito confortáveis. Quando se dão conta – não dá mais tempo de mudar o esquema: o cotidiano ganha um certo automatismos – de tal maneira que nada mais sai do lugar. Ninguém cresce. Uma rotina é petrificada quando alguém assume a função de superprotetor. Não há mais o vazio. Está preenchido. Não adianta falar. É PRECISO AGIR. Nesse sentido, quem superprotege tem que partir. Antes, é preciso se assegurar de que quem fica vai dar conta de reinventar a própria vida. É preciso que a ação de ir seja feita com responsabilidade. Afinal, não se trata de abandono e, sim, de um ato de profundo amor ao próximo. Quase sempre, é preciso deixar de amar pelo outro para que ele se ame. Quase sempre, não amar é amar. Amar o outro por ele mesmo não é amor. Amar pelo outro pode não ser amor porque é um amor que impede o desenvolvimento pessoal. Confundimos amor com simbiose. Essa relação de conveniência nunca faz bem. A tendência é que o superprotetor não suporte esse lugar de ser demandado o tempo todo – a não ser que ele necessite disso por culpa ou carência. De todo modo, nunca é profícua uma relação que não sai do lugar. Não somos apenas pelo que pensamos ou sentimos. Dar conta da própria vida é fundamental para nos sentirmos gente e para escrevermos a nossa própria história. Somos a partir do que criamos ou acrescentamos ao mundo. Existimos quando deixamos nossa marca. Para tanto, alguém tem que cortar -definitivamente – nosso cordão umbilical. Se não o fizerem, a vida se encarregará de fazer. Aí poderá ser tarde demais.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s