NINGUÉM É EQUILIBRADO …

Toda sanidade é uma arrogância. Também, é arrogância toda pretensão de se adaptar à realidade.

Não faz sentido a ideia de equilíbrio psicológico.

A verdade é sempre capenga – o que não significa que não se pode nada dizer dela. Algo pode e deve ser dito. Nesse caso, a melhor sanidade é aceitar o contraditório – trazendo o que a vida tem de mais obscuro.

Podemos nos servir da loucura: como da alucinação do homem que acredita na mulher perfeita. Podemos dela nos servir como nas delirantes formas de amar. Podemos dela nos servir como o macho que se defende difamando homossexuais. Podemos dela nos servir como quem procura estabelecer uma fronteira definitiva com os loucos.

Na verdade, quem faz isso, no fundo – está é tentando se proteger da loucura que também lhe concerne.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s