QUEM NÃO É LOUCO …

É louco quem crê que as palavras são exatamente as coisas às quais se referem. Delira quem afirma como se estivesse fotografando a realidade. Toda crença é esquizofrênica porque é dogmática. O certo é  não saber tudo. A verdade é humilde. A fé admite o contraditório. É loucura achar que se pode ver todos os lados. Não há acordo puro. A democracia é no fundo um surto da maioria – exatamente porque não somos iguais. Deixaríamos de existir se fôssemos iguais. É alucinante querer um mesmo pensamento. Não há melhor saúde mental que a desobediência civil. A normalidade é esburacada. Só o louco é seguro. Toda determinação é perigosa. Fuja das pessoas muito certas de si. Nunca diga que é – porque não é. O certo é sempre supor algum não ser. Entre ser e não ser – não seja. O ser é um delírio. O ser é arrogante. O ser é estático. O ser não experimenta. Nada pior que a ideia de autenticidade. Não busque o que te dizem porque você não encontrará. A palavra é uma ficção. O que meu nome tem a ver comigo? Duvide – sempre. Melhor é a diferença. A normalidade é múltipla. A insegurança é uma virtude. Quem se encontra deixa de viver. Só nos encontramos quando damos um perdido. Somos o que não somos. Somos o que podemos ser. Somos o novo do novo. Somos o movimento.

Evaristo Magalhães – psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s