O QUE VOCÊ QUER DE VERDADE, NINGUÉM PODE TE DAR.

Sempre amamos mais do que temos. Sempre buscamos mais do que possuímos. Somos faltosos. Nunca estamos satisfeitos. O outro nunca possui o que quero – porque ele também busca em mim o que não possui. Só damos o que não temos. Só buscamos o que não possuímos. Por isso, sofremos.

Temos que lidar com o que nos falta. Todo amor implica um quantum de dor. O problema é quando não suportamos e saímos por aí – como loucos – tentando neutralizar a dor de qualquer maneira. Isto ocorre quando apaixonamos perdidamente. Seguramente, isso não acabará bem.

Não é possível se privar da dor de viver. Ela sempre retorna quando recalcada por qualquer coisa. Daí é que o amor vira obsessão. O indivíduo – agora enfurecido – precisa conter o desafeto a qualquer custo. Quanto estrago em nome da falta do amor? Negar a falta no outro camufla  o medo de enxergar a falta em si mesmo. Fomos educados para superar.

Fomos iludidos pela visão da totalidade. Fizeram-nos vaidosos, pretensiosos e arrogantes. Queremos nos provar imortais. Há o vazio em tudo. Não se trata de eliminar a falta. A questão é como se arranjar com ela.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Um comentário sobre “O QUE VOCÊ QUER DE VERDADE, NINGUÉM PODE TE DAR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s