NINGUÉM TEM PAZ DE ESPÍRITO …

Tudo o que queremos é paz de espírito. Ninguém gosta de sentir angústia. Quem não quer encontrar um amor para a vida toda? Quem não quer uma família unida e amorosa? Infelizmente – querer não é poder. Temos inúmeras teorias sobre a dor. Contudo, há um sofrimento que não cabe em nenhum dizer. Quantos fantasmas não nos rondam?! Não dá pra viver sem se a ver com esses enigmas. Não há didática para o sentido de viver. Existe saída? Sim. Qual? Cuidar mais de si. Como? Posso  ou não me permitir ser tocado o tempo todo pela dor de viver. Sofremos quando nos vitimizamos. Amadurecemos quando nos responsabilizamos. Não é pensando que cuidarei de mim. A paz não vem pelo espírito. Somos pura contigência. Somos risco. A vida é cheia de ambiguidades. Contudo, a vida – mais que racionalizada – precisa ser destinada. Cuido de mim quando dou um rumo para a minha dor. Cuido de mim quando sou corajoso e quando aceito que não há garantias. Para tanto, devo ir. Posso inventar algo sobre o inevitável. Quando não for o que espero – posso me destinar novamente. Cuido de mim quando movimento. Ao longo do processo posso ou não encontrar o que quero. O importante é ir se arriscando e saboreando. Não conseguimos prever. Quem garante que não pode ser bom? Se ficarmos parados – certamente não será. Se não for o que esperávamos – ao menos fomos. Vamos nos responsabilizando pelo que somos ao longo do processo. Nunca encontraremos a paz. Não se iluda! A vida não possui um único lado.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s