NÃO É FÁCIL GOSTAR DE MIM …

 

Não é fácil gostar de mim. É fácil gostar do que tenho de melhor. É fácil gostar do que vejo em mim. Difícil é gostar do que não vejo em mim. Difícil é gostar do que me amedronta. Difícil é gostar desse outro que mora em mim e que desconheço. Desse outro que tira meu sono. Desse outro chamado NADA. Esse que agoniza meu ser. Esse que não sei o que dizer. Diante dele não posso responder me autodestruindo. Não posso responder com ansiedade. Não posso ficar angustiado. Não posso entrar em depressão. Não posso morrer. Difícil é gostar dsse outro que desafia meu amor próprio. Esse que incita meu ódio. Tenho que dedicar meu amor à ele. É fácil amar minha imagem. Difícil é amar o outro que não sou. O velho que serei. O gay que recalco. As doenças que terei. A mulher que sou. Difícil é amar a minha própria morte. Tenho que responder por esse EU que me é estranho. Não posso responder odiando. Como amar aquilo que contraria meu amor próprio? Como amar algo que pode interromper meus sonhos? Como amar aquilo que me faz perder de quem sou? Como amar o meu silêncio? Como amar a única e insuportável certeza que tenho de mim? Como amar algo pelo qual terei que me curvar. Não tenho escolha. Tenho que amar o que não me ama. Tenho que amar o que é real e que não gosto em mim. É esse o mais difícil e o mais necessário de todos os amores. Um amor que me obriga a reconhecer toda a minha humanidade.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Um comentário sobre “NÃO É FÁCIL GOSTAR DE MIM …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s