O OUTRO DE MIM …

O problema não é o outro. O problema é o outro de mim. Esse outro que me é estranho e que me habita. Que quer me tomar. Não é o de fora que me ameaça. O de fora apenas me reflete. É o de dentro que me amedronta. Esse outro que me espreita e que quer fazer o que não sei de mim. De nada me adianta ganhar a guerra. Todo poder é zero diante dele. Todo o dinheiro não o compra. A juventude é, para ele, pura soberba. De nada adianta lutar contra ele. Contudo, ele quebra a minha arrogância. Ele me torna mais humilde. Ele me humaniza e me iguala à dor do outro. Cada um tem o seu outro. Pena de quem o ignora. Pena de quem acha que pode neutralizá-lo. Pena de quem acha que pode se sobrepor à ele. Pena de quem acredita que existe alguma salvação para além dele. Esse meu outro é onde não sou. É para quem terei que me curvar um dia. É o meu descontrole. É tudo o que está antes, envolto e depois de mim. É com quem tenho me arranjar para viver.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

2 comentários sobre “O OUTRO DE MIM …

  1. Valessa Cibele Guimarães disse:

    VERDADE O OUTRO DENTRO DE NÓS QUE É COMPLICADO E AS VEZES SOLITÁRIO, PROFESSOR E SEMPRE LINDAS E PENSATIVA AS SUAS FRASES ADOREIIII

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s