NADA DO QUE VOCÊ FIZER VAI FAZER COM QUE SEU AMOR DÊ CERTO.

Nada do que você fizer vai fazer com que seu amor dê certo. Especialmente, se você compreender DAR CERTO como os amores dos filmes água com açúcar. Os amores não dão certo exatamente porque os amantes querem muito que ele dê certo. Só na matemática e na lógica é que as coisas costumam dar certo. A vida real é atravessada por fantasmas. Acreditamos em um amor de afinidades perfeitas. Transpomos o princípio da não contradição para as relações humanas. O que quer que façamos pelo nosso amor não impedirá que nossas diferenças venham à tona.

Não sabemos o que fazer quando não somos amados. Não sabemos reconfigurar quando somos contrariados. Cremos em amores eternos. Cremos em amores exclusivos. Queremos possuir nossos amores. Quem eu amo só pode amar a mim. Não pode amar sequer a si. Não pode amar mais nada para além de mim.

Levamos a escolha amorosa às últimas consequências. Coisificamos o amor. Queremos  uma regularidade amorosa que não condiz com a complexidade das relações humanas. Aprendemos a associar desamor com dor. Cremos no amor como o melhor antídoto contra a solidão.

Entramos em desespero quando as diferenças batem à nossa porta. Retiramos o amor do rol das coisas humanas. Inventamos um amor incondicional e completamente devotado aos amantes. Este amor não existe. Precisamos trazer o amor de volta à terra. Reduzimos a felicidade a estar sendo amado. Condenamos a solidão. Temos pânico da falta.

Temos que encontrar um outro jeito de enxergar o desamor. A solidão não pode ser assim tão ruim. Sofremos porque temos o amor como certo. O amor não pode ser tomado como certo. Somos contraditórios. Somos opostos. Não podemos compreender a presença como sendo boa e a ausência como sendo ruim. Amar é tudo isto – junto e misturado. Ninguém é cem por cento amado. Como se sentir amado sem estar sendo amado? Não podemos temer este outro lado do amor. Não ser amado é tão real quanto estar sendo amado. Só saberemos – de fato – a amar quando quando aprendermos a amar o desamor na mesma medida em que idolatramos amor.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

2 comentários sobre “NADA DO QUE VOCÊ FIZER VAI FAZER COM QUE SEU AMOR DÊ CERTO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s