TOLERÂNCIA ZERO PARA A CULTURA DO MAL …

Toda maldade que pratico contra o outro pode retornar contra mim ou contra alguém que gosto. Não posso descartar esta possibilidade. Só luto de fato contra a cultura da violência, quando consigo me colocar no lugar do outro que sofre. A maldade não pode ser banalizada. O mal nunca pode ser normalizado. Será o fim da humanidade, o dia em que perdermos a capacidade de nos constranger com o outro que maltratamos. Amanhã pode ser eu – por que não? Amanhã posso estar no lugar do outro que destrato – por que não? É ruim  – para todos – essa sensação de impunidade. Deveria me incomodar o sentimento de que posso passar ileso das maldades que pratico. Não sejamos cínicos: precisamos emprestar consequências para nossos atos. Quando não somos capazes para tal, alguém precisa fazer isto por nós. Estamos no terreno da sociopata quando as consequências do mal que fazemos não batem à nossa porta. A violência não pode ser ruim apenas para quem a sofre. O rico precisa emprestar consequências ao que ele ostenta: o que exagero pode faltar ao outro. É seguro que ele aparecerá para cobrar. Tem que haver punição para todas as formas de violência. O indivíduo só se sente livre para praticar a maldade, quando encontra um espaço propício para tanto. Não podemos fazer de conta que estamos punindo. Não podemos proteger o dano. Não podemos punir visando apenas ao exercício da lei. Temos que assumir todas consequências dos nossos atos. A pena só tem sentido quando submete o individualismo à moralidade. Fora isto, seremos tomados por uma sociedade – completamente – esquizofrênica, sociopática e perversa.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s