Carta ao HADDAD …

Pois é, Haddad …

Quem mandou ser de um partido que misturou pobres e negros com brancos e ricos em universidades públicas? Quem mandou ser de um partido que tratou as empregadas domésticas como cidadãs de direitos? Quem mandou ser de um partido que lotou os saguões dos aeroportos de chinelos, bermudas e óculos made in china? Quem mandou ser de um partido que ajudou favelas inteiras a comprar telelevisores de 50 polegadas? Quem mandou ser de um partido que deixou tantos peões frequentarem auto escolas? Quem mandou ser de um partido que tornou as estradas intrafegáveis em feriados prolongados? Quem ser de um partido que forçou as patricinhas a dividirem os corredores e lojas de shoppings com piriguetes mascando chicletes? Quem mandou ser de um partido que custeou – de graça  – universidades privadas para balconistas, borracheiros e pedreiros? Quem mandou ser de um partido que fez sorrir que não tinha dentes? Quem mandou ser de um partido que facilitou o acesso de tanta gente aos balcões das farmácias? Quem mandou ser de um partido que saiu por aí construindo casas para quem pagava aluguel ou vivia debaixo de viadutos? Quem mandou ser de um partido que retirou mais de 30 milhões de brasileiros da linha da miséria? Quem mandou ser de um partido que quis governar um país em que pobres são como podres? Quem mandou insistir? Quem mandou querer ir até o fim? Quem mandou firmar um pacto com as elites para assumirem suas responsabilidades por mais de quinhentos anos de miséria? As elites não querem mais sustentar esse acordo. Consideram o ônus pesado demais. Para as elites, o que não tem remédio, remediado está. Querem o poder de volta para si. Querem de volta toda a ostentação como meio de contenção de suas culpas depressivas. Agora, Haddad, você espera algum reconhecimento? De quem? Dos alunos das cotas? Do alunos prouni? Das domésticas cidadãs? Dos tantos milhões que ascenderam? As elites não vão permitir. No jogo das inversões midiáticas conseguem punir a verdade dos fatos e reforçar a mentira – até que a mentira se torne verdade.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

5 comentários sobre “Carta ao HADDAD …

  1. André Luís Dias disse:

    Mestre como sempre demonstrando sabedoria e retidão, não se deixou levar pela mídia da elite. Interessante é entrar nas faculdades privadas e vê que mais da metade está acima de trinta anos, se estava bom em outros governos, porque não estudaram na época que terminaram ensino médio??? O pior é vê dependentes de fies, prouni e demais bolsas falando que o governo não presta. Não votarei em PT, mas falar que não fizeram nada, tb não farei. Pois a perspectivas de entrar em uma faculdade a nós pobres eles deram, coisa que nenhum outro fez.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s