O segredo da vida boa …

Estamos sempre infelizes com o que temos: sempre queremos mais. Por isto, sonhamos, imaginamos e fantasiamos. Estamos à procura de um cotidiano cada vez menos precário. Queremos uma vida menos angustiante. Viver assim não é viver. Seremos escravos de um mundo impossível. Qual é a alternativa? Precisamos atravessar nossos sonhos, romper com nossa imaginação e dar um destino definitivo para nossas fantasias. Precisamos enfrentar o que temos, confrontar nossas faltas e assumir quem somos. Temos que roer o osso da realidade e encarar a vida como ela é. Podemos e devemos sonhar? Sim. Não podemos é permitir que nosso universo onírico nos aliene em um mundo que pode nunca acontecer. Por isso, não é bom criar expectativas. Não é bom perder tempo com fantasias que mais parecem conto de fadas. Melhor é tentar criar sobre a infelicidade – ainda que ela esteja generalizada. Neste caso, o que estivermos criando estará sob nosso poder: seremos mais verdadeiro. Poderemos saborear. Poderemos usufruir. Colheremos frutos reais. É melhor arranjarmo-nos com o que temos. Pode não ser o que desejamos. Nunca será! Pode não ser uma vida maravilhosa. Será que existe vida maravilhosa para alguém? Se conseguirmos que seja uma vida boa, já estará de bom tamanho.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Um comentário sobre “O segredo da vida boa …

  1. marii pereira disse:

    O ser humano, é inconstante! Vive em conflito com o seu “eu”. Nunca prevalece o sentimento de satisfação. Angariar justificativas reais para isto, é ou sempre será um ato… comum. O que dizer?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s