Morremos ou nos matamos?

Em que medida provocamos nossa própria morte? Como lidar com as questões que nos perturbam? Como amortecer nossas angústias? A psicanálise pode nos ajudar a elaborar e a conter nossos conflitos. Fora isto – nos entregamos à dor. Uma pessoa que compra compulsivamente se ilude pensando estar resolvendo suas questões. Uma pessoa que se apaixona em todos os seus relacionamentos pensa saber amar. Na paixão o eu do apaixonado se perde. Quando o outro vai embora o eu do apaixonado vai junto.

No amor e nas compras os indivíduos estão se provocando sofrimento e não – necessariamente – estão se matando. O contrário ocorre com  adictos por comida e drogas. Estes – sim – estão se matando. Usam as drogas e a comida não para amortecer as suas perturbações. Se drogam como uma forma de mergulho na dor psíquica. Se drogam como uma forma de envenenamento. Querem atingir um nível de entorpecimento capaz de zerar a angústia e a ansiedade de viver. Querem atingir um estado de imobilidade mental semelhante ao que se passa na morte.

A dor psíquica é subjetiva. Alguns estão mais preparados e outros mais vulneráveis à ela. Os compulsivos por compras e por pessoas podem elaborar suas questões. Os drogadictos e os obesos extremos introduzem o corpo na ação de contenção. Aí é bem mais complicado. O tratamento é de difícil solução – uma vez que o corpo já suplantou o psíquico. Cabe ao analista tentar encontrar um fio de vida que possa sustentar o dependente. Cabe ao analista torcer para que a próxima dose não seja o último ato.

Evaristo Magalhães –  Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s