NINGUÉM nunca conseguiu ser AMADO como GOSTARIA …

A psicanálise trabalha com dois conceitos que muito aprecio: necessidade e demanda. É no cruzamento destes que nos tornamos sujeitos. O choro do bebê pode ser de fome ou de amor. O primeiro, a mãe deve satisfazer. O segundo, não. Ninguém pode resolver nossa demanda de amor – uma vez nenhum objeto a satisfaz. A falta, inerente ao ato de amar, é que nos faz buscar novos amores, cuidar ou renovar os que temos. Quem não sabe lidar com a falta – constitutiva do ato de amar – também não sabe o que é amar. Não existe uma pessoa capaz de satisfazer nossa demanda de amor – do mesmo modo que uma comida satisfaz nossa fome. Podemos escolher outros amores. Também podemos contentar com o que temos. Não podemos forçar o outro a se anular aos nossos caprichos quando não sabemos lidar com nossa solidão. Não somos apenas seres de necessidades. É porque amamos que o amor é a “pedra no nosso sapato”. É através dele que apreendemos nossa humanidade. É porque nada no amor é completo que nos cuidamos. Queremos o máximo de completude para suprir a falta no outro. Queremos garantias. Doce ilusão! Somos todos faltosos. E é a falta que torna o outro livre para buscar objetos mais completos para além de nós mesmos. É por isto que os relacionamentos findam. Não podemos entrar em pânico quando deixamos de ser o objeto amado do outro, mesmo quando ele ainda é o grande amor de nossas vidas. Enredamos em ilusões amorosas e sofremos muito. É preciso que o outro nos sinta também faltosos. Se somos incompletos o outro jamais se arrogará nosso único grande amante. É nossa garantia de liberdade. É nossa certeza de que ele vai continuar se esforçando para ser o melhor entre tantos. E não são poucos! O mundo é imenso. É salutar que o outro saiba – nas entrelinhas – que sempre podemos ser mais felizes do que estamos sendo!

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s