Podemos perder um GRANDE AMOR pelo EXCESSO de EMPOLGAÇÃO ….

Muito cuidado com a sua imaginação. Imaginamos quando perdemos e quando encontramos um grande amor. A realidade frustra a imaginação. A imaginação nega a realidade. Sofremos todas as vezes que dissociamos a imaginação da realidade. O futuro está em aberto.  Não temos uma bola de cristal. Por isso nossa imaginação corre solta. Uma notícia pode ser maravilhosa para alguns e um engodo para outros. Criamos mundos irreais. Um grande amor pode ir à bancarrota pelo excesso de empolgação. Nunca é bom ver o novo emprego como a salvação. As emoções não podem suplantar a razão. Tem muita gente viajada nesse mundo?! Há um componente de pulsão de morte em toda fantasia. Muito cuidado com a última cereja do bolo. O sentimento pode ser só seu. Toda imaginação desconectada nunca termina bem. Há uma dose de emoção ideal para os acontecimentos. Não se trata de inferno astral. Não é culpa do destino. É bom lembrar que nada é absolutamente como gostaríamos. Temos que trabalhar também com uma parcela de frustração. É bom aproveitar tudo de bom que acontece. Temos que dosar o intelectual com o emocial. Não podemos perder a dimensão real de que cada novidade. Nunca empolgar demais. Também nunca perder a dimensão de surpresa.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s