Impossível VIVER sem ALGUÉM para DESABAFAR …

Freud inventou a cura pela fala. Suas histéricas podiam falar dos seus abusos sexuais sofridos na infância. Com o tempo, ele se deu conta de aquela epidemia de histeria não podia ter por detrás tantos adultos pervertidos. Não houve nenhum crime de estupro. O que havia eram fantasias de violência sexual. Freud passou a escutar e a conhecer um outro lado que o ser humano não tinha coragem de colocar para fora: as fantasias inconscientes. Ele se deparou com um universo de todo tipo de desejos recalcados. As histéricas – na medida em que falavam – escutavam a si mesmas e tomavam consciência de suas verdades camufladas. Para a Psicanálise, falar de si não é apenas expressar sentimentos dolorosos. É ir um pouco mais além tentando saber qual o sentido da dor ou o uso que está sendo feito dela. A dor é de quem a sente. Sofrer pode ter diversas funções: obter amor, compaixão, autopunição ou agressão a outrem. Não é possível ser feliz sem desatar os nós das nossas atitudes e sentimentos. Ser feliz é falar de si e para si sem as amarras da moralidade. É fazer um ato entrando em contato com o que se é sem medo. Não é aconselhável desabafar para obter compaixão. Ninguém é perfeito. Somos todos muito semelhantes – ainda que em desejo – no que possuímos de melhor e pior. A felicidade não é um jogo de verdadeiro e falso. Só existe a verdade que somos com tudo o que temos de bom e de mal…

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s